• O que é?

    Por meio de um Minicontrato Futuro de Ibovespa os investidores, em especial, pessoas físicas e pequenas empresas podem iniciar suas atividades no mercado de derivativos listados administrados pela BM&FBOVESPA, sendo possível devido a criação de um contrato de valor nocional e lote mínimo de negociação diferenciado se comparado ao contrato padrão do Futuro de Ibovespa.

    O Ibovespa tem como critério o retorno total das ações, refletindo assim as variações dos ativos ao longo de sua vigência e a distribuição de proventos das empresas que as compõem.

    Além disso, o Minicontrato Futuro de Ibovespa é bastante utilizado pelo mercado financeiro, nas mais diversas posições, que desempenha o papel de contraparte central das operações realizadas com estes derivativos.

  • Por que investir?

    Instrumento para estratégia de proteção contra exposição em renda variável, que em geral apresenta boa liquidez.

    Permite replicar o comportamento do índice sem ter o desembolso financeiro e os custos de transação do mercado a vista.

    É possível realizar operações de proteção contra a volatilidade do mercado de ações, mesmo em quantidades diferentes da composição do índice, aplicando-se o fator de correlação das ações com o próprio índice futuro.

    O investidor pode manter posições altamente líquidas com uma única operação, sem negociar ações individualmente no mercado a vista.

    Permite arbitragem entre o mercado a vista com ações ou ETFs.

  • Risco

    Este é um investimento considerado de risco, já que não oferece ao investidor uma rentabilidade garantida. O retorno do investimento está sujeito a vários fatores, entre outros, o desempenho da empresa, e as oscilações da economia brasileira e internacional. Sujeito a perdas superiores aos valores investidos.

    Risco: Alto
    Perfil: Agressivo